Realidade mista e consumo de vídeos crescerão até 2020, diz Facebook

Recentemente o Facebook divulgou a segunda versão da série “20 Shifts”, produzido pela sua equipe interna de pesquisa, a Facebook IQ, com novas tendências de comportamento online que afetarão as formas de se anunciar na web. O principal aspecto da pesquisa é a análise das novas maneiras de se criar comunidades e compartilhar experiências que serão tendência até 2020. Estima-se que uma em cada três experiências ganharam um novo meio de ação.

Assim, a análise dessas futuras tendências é crucial para que quem ganha dinheiro online identifique novas oportunidades de negócios.

De acordo com 68% dos entrevistados, a realidade virtual é um grande candidato a fazer parte do nosso dia a dia nos próximos anos. Um dos levantamentos aponta que até 2020, 75% do tráfego móvel online será para o consumo de vídeos, assim como as telas não serão mais decisivas para a navegação na internet.

O vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan, destacou:

“A comunicação como conhecemos está em transformação. O uso da realidade virtual e da inteligência artificial, por exemplo, se tornará mais comum e habitual para as pessoas”. “Os anunciantes vão precisar seguir se adaptando e queremos mostrar o que eles podem considerar para garantir relevância no mundo em evolução”, completou.

Confira abaixo as novas tendências que mudarão a forma como você anuncia na internet:

#O mais conciso ganha
A exposição a um grande porte de fluxo de conteúdo acelerou a capacidade de absorção de informações por parte das pessoas. É o que constatou o time do FBIQ. A análise do Feed de Notícias revelou uma média de 1,5 segundo de tempo necessário para um usuário assimilar um conteúdo no dispositivo móvel e 2,5 segundos no desktop.

Neste cenário, quanto menor a idade, mais rapidez. O estudo apontou uma velocidade duas vezes maior de visualização de conteúdo por parte do mais jovens que os mais velhos.

#Futuro em vídeo
A geração Millenials será responsável por alimentar o crescimento do consumo de vídeos através de dispositivos móveis. Estes últimos ganharão telas cada vez menores e acessíveis a partir do aumento da rapidez de conectividade global. O estudo aponta, ainda, uma tendência maior de visualização diária de vídeos através do celular ao invés do computador. A Austrália é um bom exemplo: 48% dos participantes da pesquisa compraram um produto após assistir conteúdo patrocinado em vídeo.

#O agora em alta
Seguindo a linha das notícias instantâneas, os vídeos ao vivo ganharão mais notoriedade nos próximos anos. Atualmente, a cada cinco vídeos no Facebook, um é de transmissão ao vivo, não obstante, esse número cresceu quatro vezes em apenas um ano. As lives proporcionam o que há muito tempo as pessoas buscas, interação multisensorial e coletiva.

#Realidade aumentada
A linha entre a realidade virtual e a aumentada ficará cada vez mais tênue nos próximos anos. Ambas formarão uma única tecnologia de acordo com a necessidade do público. E tem sido bem recebidas: 59% dos entrevistados pelo FBIQ creem que essa junção ajuda a testar roupas e maquiagens antes da compra e 51% levam em consideração antes de comprar um carro.

#Opções diversas
As pessoas tendem a se mostrar mais flexíveis a um serviço quando lhes é oferecida uma diversidade de opções de acordo com as suas necessidades. No próximo triênio isto ficará ainda mais evidente no mercado online.

Contatar um serviço através de ligação, ou Messenger; consumir uma informação de um vídeo apenas pelo áudio ou só pela legenda; serão exemplos das variedades de opções possíveis para otimizar o tempo em que o usuário realiza alguma ação.

O que achou das tendências em marketing e comunicação para o próximo triênio apontadas pelo Facebook? Conte pra gente.

 

Fonte: 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *